Sacrifícios dos portugueses são "completamente inúteis"

O Bloco de Esquerda defendeu hoje que os dados do INE demonstram que os sacrifícios pedidos aos portugueses são "completamente inúteis", com as metas do défice a que o Governo se propôs "cada vez mais distantes".

"Este Governo tem sido incapaz de cumprir qualquer das metas a que se propõe, em três dias não vai acontecer nenhum milagre com certeza e, portanto, os sacrifícios que foram pedidos aos portugueses em nome do equilíbrio das contas públicas são completamente inúteis", afirmou a coordenadora do BE Catarina Martins.

"Aquilo que hoje todos estão a pensar é que se não merecíamos ter um Natal assim, não merecíamos estar a ter um ano assim, não merecemos, com certeza, este Governo", acrescentou a líder bloquista, falando aos jornalistas no Parlamento.

O défice orçamental nos primeiros três trimestres do ano atingiu os 5,6% do Produto Interno Bruto (PIB), de quase sete mil milhões de euros, valores em contabilidade nacional, a que conta para Bruxelas, indicou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Para o BE, os dados divulgados pelo INE "mostram que as metas do défice a que o Governo se propôs estão cada vez mais distantes, mostram que o Governo não vai atingir nenhum dos seus objetivos".

"Não é uma novidade, todos percebíamos que quem semeia recessão, colhe mais défice e mais dívida", sublinhou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG