Rui Rio: "Há demasiada política na justiça e demasiada justiça na política"

O presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, sublinhou hoje existir "demasiada política na justiça e demasiada justiça na política", classificando o caminho que tem sido seguido nas reformas judiciais como "completamente errado".

"A culpa é do sistema, dos agentes da justiça, mas também dos políticos que deviam introduzir as reformas estruturais para que as coisas mudem", afirmou o autarca social-democrata, na sessão de abertura da segunda Reunião Anual da Justiça Administrativa (REAJA), subordinada ao tema "A Justiça Administrativa em Tempos de Crise".

Para Rui Rio, "o caminho que tem vindo a ser seguido [na Justiça] é completamente errado", nomeadamente porque existe "demasiada política na justiça e demasiada justiça na política".

"Até ter sido eleito presidente da Câmara do Porto, poucas vezes tinha entrado num tribunal. Desde então quase não faço outra coisa", lamentou.

Rio criticou também o tempo perdido nas inspeções de que a autarquia tem sido alvo.

"A partir de 2004 intensificaram-se de tal maneira que, se somarmos todo o tempo gasto com elas, dá quase 40 anos. Alguma coisa não está bem. Andamos a perder tempo e dinheiro", observou.

Rui Rio alertou ainda que "os erros políticos acumulados levaram a decisões erradas por parte de pessoas que sabiam estar a tomar decisões erradas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG