Remodelação alarga-se às Finanças

As mudanças no Governo alargaram-se ao ministério das Finanças. Nuno Félix passa a novo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

A remodelação governamental na Economia e que permitiu também ao primeiro-ministro ter um novo secretário de Estado adjunto alargou-se ao ministério das Finanças, anunciou a Presidência da República, numa nova nota oficial.

Nuno Félix vai ser o novo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, substituindo António Mendonça Mendes, que sobe a secretário de Estado adjunto do chefe do governo. Atual subdiretor-geral da Autoridade Tributária, com responsabilidade pela relação com o contribuinte, o novo governante é mestre em Direito e pós-graduado em Direito Fiscal pelo IDEFF da Universidade de Lisboa. Foi conselheiro técnico principal na REPER (Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia), em Bruxelas, e chefe de gabinete do então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes.

Ao que o DN / Dinheiro Vivo apurou, o atual secretário de Estado do Tesouro, João Nuno Mendes, que passa para a nova secretaria de Estado das Finanças, será o número dois do ministro das Finanças, Fernando Medina, substituindo-o quando estiver ausente. Entre as principais tarefas, destaque para o acompanhamento do reforço da gestão da dívida pública e das relações internacionais.

Para a pasta do Tesouro, foi escolhida Alexandra Reis, atualmente presidente da NAV Portugal. Foi administradora executiva da TAP, entre 2020 e 2022, na sequência da saída do acionista privado David Neeleman, e manteve-se na equipa da atual CEO, Christine Ourmiéres-Widener até fevereiro deste ano. Tinha a seu cargo áreas relevantes, como as compras, os recursos humanos e a informática. Com uma vasta experiência na administração de múltiplas empresas, é senior teaching fellow na AESE Business School e professora convidada da Porto Business School.

Sofia Batalha mantém-se como secretária de Estado do Orçamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG