Relvas enviou declaração escrita do Brasil

Falta de assinatura do ex-ministro para subscrever a lista de Passos Coelho para o Conselho Nacional foi contornada com uma declaração enviada por email

A dúvida instalou-se hoje de manhã no XXXV Congresso do PSD: como é que, estando no Brasil, Miguel Relvas assinou a subscrição da lista de Pedro Passos Coelho ao Conselho Nacional, a qual encabeçou? Segundo informações recolhidas pelo DN, o antigo ministro enviou por email uma declaração escrita, o que foi aceite pelo Conselho de de Jurisdição do PSD, que supervisionou as eleições internas.

A lista de Pedro Passos Coelho para o Conselho Nacional elegeu 18 membros, menos sete do que no último Congresso, há dois anos. A segunda lista mais votada, afeta à JSD, teve 14 votos

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG