Rangel desafia Governo a convidar Gouveia e Melo para coordenar vacinação

"Bastou saírem o vice-almirante e as forças armadas para imediatamente entrarmos outra vez em rutura", disse o candidato à liderança do PSD.

O candidato à liderança do PSD Paulo Rangel desafiou esta terça-feira o Governo liderado por António Costa a convidar o vice-almirante Gouveia e Melo a presidir novamente ao processo de vacinação contra a covid-19.

"Bastou saírem o vice-almirante e as forças armadas para imediatamente entrarmos outra vez em rutura. Portanto, o grande desafio que eu faço aqui, a partir da Madeira, ao Governo nacional e António Costa, é que convide outra vez o vice-almirante Gouveia e Melo para presidir ao processo", afirmou Paulo Rangel aos jornalistas antes de um almoço com militantes no concelho de Santana, no norte da Madeira.

"Ele [Gouveia e Melo] aliás até já disse que estava disponível, portanto o próprio já percebeu que alguém tem que deitar a mão a isto para nós evitarmos a situação de caos que se está a viver em alguns países europeus", reforçou o social-democrata.

Paulo Rangel assumiu estas posições quando questionado a propósito da entrevista de António Costa à RTP, transmitida na segunda-feira à noite, e que, na perspetiva do candidato, não teve "novidades e não dá respostas fundamentais".

"Uma coisa que eu gostava de ter ouvido o primeiro-ministro dizer e que ele não foi capaz de dizer, é que eu acho que era altura de chamar outra vez o vice-almirante Gouveia e Melo para presidir ao processo de vacinação conjunta da gripe e da terceira dose", apontou.

"Porque nós não podemos arriscar chegar ao Natal na situação em que estão já alguns países da Europa", sustentou o candidato à liderança do PSD nas eleições internas marcadas para 27 de novembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG