PTP-M apela a todos para receberem Jardim no aeroporto

O presidente do PTP-M, José Manuel Coelho, apelou hoje "a todos os que tiverem disponibilidade" a deslocarem-se ao aeroporto para receber o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, que esteve ausente da Região 11 dias.

Uma nota do Gabinete da Presidência do Governo Regional esclarece, no entanto, que Alberto João Jardim esteve em reuniões do Comité das Regiões na Finlândia e na Croácia.

"Pedimos a todos os nossos amigos que tenham disponibilidade, que se desloquem até ao aeroporto para receber ilustre figura e agradecer por abandonar o povo madeirense em situação aflitiva, mergulhado em dívidas criadas pelo seu regime, à fome e na pobreza extrema enquanto o ilustre doutor visitava a terra do Pai Natal, passava uns dias a apanhar banhos de sol na pérola do Adriático", refere o presidente PTP no seu mural no Facebook.

"Vamos todos ao aeroporto receber o doutor", apela, lembrando que o seu regresso coincide com o dia em que os funcionários públicos "sentiram" o corte no subsídio de férias.

O líder do PS-M, Vitor Freitas, voltou hoje a criticar a ausência do presidente do Governo Regional, considerando ser "emblemático" que Alberto João Jardim regresse "à Região depois de férias gozadas no exterior e norte da Europa, no mesmo dia em que os funcionários públicos recebem os recibos dos ordenados e são confrontados com o corte do subsídio de férias".

"É emblemático o regresso do presidente do Governo Regional no dia em que funcionários públicos perdem o subsídio de férias, depois de 11 dias de férias, quando muitos madeirenses não vão ter o direito a gozá-las da mesma forma que em anos anteriores", disse o dirigente socialista numa iniciativa partidária no concelho de Santana, no norte da ilha.

Vitor Freitas salientou que o corte dos subsídios foi uma medida adotada pelo Governo PSD/CDS na República, "mas na Região quem fez esse corte foi o Governo de Alberto João Jardim, através do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro, a 27 de janeiro, quando se comprometeu com a aplicação na Madeira das mesmas medidas", sustentou.

Uma nota emitida hoje pelo Gabinete da Presidência do Governo Regional da Madeira informa que Alberto João Jardim "participou na semana passada numa reunião da Comissão de Recursos Naturais do Comité das Regiões, da qual é membro, que decorreu na cidade de Rovaniemi, Finlândia" e especifica que, na ordem de trabalhos, constava "o Fundo Europeu para os Assuntos Marítimos e Pescas, os mecanismos de Protecção Civil na União Europeia e o desenvolvimento de uma estratégia marítima para a região atlântica".

Refere ainda que "foi reservado um dia de trabalho para a discussão dos «desafios do envelhecimento ativo nas zonas de fraca densidade populacional» e para os «cuidados de saúde e assistência social transfronteiriça».

A nota dá conta ainda que "para além do programa social a convite do país anfitrião, nas reuniões anuais de cada Comissão fora de Bruxelas, também decorreram visitas de trabalho ao Instituto de Investigação e Educação para o Turismo da Lapónia, bem como aos cuidados geriátricos e à rede de reabilitação do Hospital Central da Lapónia".

"Esta semana, Alberto João Jardim tomou parte nas reuniões da Comissão de Cidadania, de Governo e de Assuntos Institucionais e Externos, a outra comissão do Comité das Regiões que integra, e cuja reunião anual fora de Bruxelas decorreu em Dubrovnik, Croácia", acrescenta.

A nota também enumera a ordem de trabalhos nomeadamente o «desenvolvimento da capacidade administrativa aos níveis regional e local»; a «transparência e obrigação de informar»; «uma nova estratégia para o financiamento da ação externa da União Europeia»; a «proteção da economia legal» e a «política europeia de vizinhança».

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG