PSD quer perfil dos presos portugueses no estrangeiro

O deputado social-democrata Carlos Gonçalves pediu hoje ao Governo informações que permitam traçar o perfil dos cerca de 2.500 presos portugueses no estrangeiro, número que este ano consta pela primeira vez do Relatório de Segurança Interna.

Carlos Gonçalves, eleito pelo círculo da Europa, adianta que em 2011 o Relatório de Segurança Interna regista a existência de 2.481 reclusos portugueses no estrangeiro, dos quais 509 em França, 268 nos Estados Unidos e 190 no Luxemburgo, mas ressalva a falta de dados sobre os crimes cometidos e a duração das penas.

Em pergunta dirigida ao Ministério da Administração Interna, o deputado pede informações complementares que permitam "perceber melhor uma outra realidade da emigração portuguesa".

Apesar de reconhecer que os números do Relatório de Segurança Interna não são exaustivos, Carlos Gonçalves considera-os "bastante diminutos tendo em conta a dimensão das comunidades", acrescentando que são "um sinal bastante reconfortante do sucesso da integração" dos emigrantes.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG