PSD diz que PS é que não colabora para reforma política

O secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, afirmou hoje que os sociais-democratas têm feito "tudo" para ir ao encontro das preocupações expressas pelo Presidente da República, Cavaco Silva, para compromissos e uma reforma do sistema político.

"Está na página 23 da última moção ao congresso do PSD do doutor Pedro Passos Coelho a nossa proposta para a reforma do sistema político. Já fizemos vários desafios aos vários partidos, porque como sabem isto tem que ser feito com o PS e com CDS-PP", declarou Matos Rosa aos jornalistas.

O secretário-geral social-democrata reagia ao discurso de 5 de Outubro do Presidente da República, Cavaco Silva, no qual pediu uma cultura de compromisso político por parte das forças políticas considerando que, caso contrário, há um risco de implosão do atual sistema partidário português.

O chefe de Estado propôs ainda uma reflexão urgente sobre o regime político português, destinada a encontrar soluções para os problemas de governabilidade.

"O PSD tudo tem feito" no sentido da prossecução de reformas no sistema político, sublinhou Matos Rosa, lamentando a ausência de colaboração por parte do PS.

"O PS nunca colaborou. Ao longo destes últimos 3 anos, o PS nunca colaborou com o PSD e com este Governo, ou seja, nunca colaborou com os portugueses e com Portugal", acusou, assinalando que essa atitude dos socialistas é motivo de "uma mágoa muito grande".

De acordo com Matos Rosa, o país precisa de "compromisso" e de "estabilidade" para "atingir metas" e uma "mudança".

Exclusivos