PSD disponível para analisar caso na Comissão de Ética

O PSD está "disponível" para continuar a tratar do envolvimento de Pedro Passos Coelho no 'caso de Tecnoforma' na comissão parlamentar de Ética, disse hoje o líder da bancada do PSD, Luís Montenegro.

No debate quinzenal desta manhã Parlamento, Montenegro afirmou, por outro lado, que "o PSD tem e vai continuar a ter toda a confiança no primeiro-ministro de Portugal". "O PSD acredita na idoneidade do primeiro-ministro", disse, acrescentando que Passos Coelho não só é "integro" como é "o português mais bem preparado para assumir a liderança de Portugal".

Montenegro utilizou ainda o seu tempo para atacar o secretário-geral do PS, António José Seguro: "Passou toda a sua intervenção a tentar encher um balão furado. E o resultado foi óbvio: um vazio".

O debate tem sido marcado pelo 'caso Tecnoforma". Passos Coelho garantiu que nunca enquanto deputado obteve qualquer remuneração, direta ou indireta, da empresa. Apenas foi "reembolsado" em despesas que efetuou em viagens ao serviço de uma ONG associada à Tecnoforma, Centro Português para a Cooperação.

Apesar das várias tentativas, nomeadamente da deputada bloquista Catarina Martins, Passos Coelho recusou dizer o montante desses reembolsos. António José Seguro insistiu com o primeiro-ministro para que este levantasse o sigilo sobre as suas contas - algo que Passos Coelho definiu como um "striptease bancário" para o qual está indisponível.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG