PS exige que Passos demita ministra da Justiça

Deputado Luís Pita Ameixa critica duramente o novo mapa judiciário, bem como o sistema informático Citius e desafia o primeiro-ministro a afastar Paula Teixeira da Cruz.

O PS exigiu esta quinta-feira, no Parlamento, que o primeiro-ministro demita a ministra das Finanças, atendendo ao "caos nos tribunais portugueses" que diz verificar-se desde que o novo mapa judiciário passou a vigorar.

"O País espera que a senhora ministra saiba tirar, por si própria, a ilação que se impõe e assuma as suas responsabilidades", começou por afirmar o deputado Luís Pita Ameixa. E insistiu, dirigindo-se de seguida a Passos Coelho: "Caso a responsável ministerial não faça o que se impõe, então, senhor primeiro-ministro, demita já, por urgência, a ministra da Justiça!"

Numa declaração política, na sessão plenária desta tarde, o socialista assinalou que tanto os juízes como a Ordem dos Advogados já denunciaram "falhas graves" na reforma que entrou em vigor a 1 de setembro e argumentou ainda que os funcionários dos tribunais estão "a ser tratados como bolas de pingue-pongue".

Quanto ao sistema informático Citius, assinalou as "falhas graves" que os juízes denunciaram e ainda os alertas da Ordem dos Advogados em relação aos direitos dos cidadãos poderem ser postos em causa.

Na resposta, Carlos Abreu Amorim (PSD) afirmou que "os problemas são transitórios" e vincou que aquela "reforma estrutural tem de ser feita e vai mesmo ser levada a cabo". E deixou farpas ao maior partido da oposição, apelando a uma "posição responsável", ao invés de manter "uma atitude atávica, plácida", "a uma qualquer janela" ou "com paciência evangélica", em alusão a expressões utilizadas na véspera no debate entre António José Seguro e António Costa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG