"PS desconhece em absoluto medidas" de Passos

Socialistas já responderam a Poiares Maduro, remetendo encontro para sede parlamentar. Mas dizendo-se disponíveis para uma reunião fora da Assembleia.

[atualizada com conteúdo da carta do PS, a que o DN teve acesso]

"O PS desconhece em absoluto as medidas que o primeiro-ministro vai anunciar amanhã", revelou esta tarde ao DN fonte oficial da direção socialista, referindo-se à marcação para as 20.00 de amanhã de uma declaração de Passos Coelho para anunciar cortes na despesa.

Também hoje, o PS respondeu, segundo a fonte oficial, à carta do ministro Miguel Poiares Maduro, afirmando-se disponível para um encontro, mas remetendo-o para o Parlamento. Na carta de João Ribeiro, secretário nacional socialista, a que o DN teve acesso ao final da tarde, diz-se que "se mesmo assim, o Governo entender reunir fora do contexto parlamentar com os partidos políticos, o PS estará presente, ficando aguardar que seja informado do dia, hora e local".

Mais: João Ribeiro lembra que "o PS apresentou uma moção de censura", no início de abril, que "continua a defender a substituição do Governo", para além de se opor "à política de austeridade".

Lembra o PS que "por regra não recusa os convites para reuniões formulados pelos órgãos de soberania, nem recusa o diálogo", considerando "adequado que a sede para esse diálogo seja a Comissão Parlamentar de Economia e Obras Públicas, na Assembleia da República". É neste ponto que João Ribeiro abre a porta ao encontro fora do Parlamento, se o Governo o entender.

Exclusivos