Portugal reduz presença militar no Afeganistão

O contingente militar português no Afeganistão vai reduzir-se de 230 para 140 efetivos em outubro deste ano, anunciou esta quarta-feira o ministro da Defesa.

José Pedro Aguiar-Branco, que falava na Comissão parlamentar de Defesa, explicou que a redução de 90 efetivos corresponde à componente de proteção do aeroporto de Cabul, que termina em outubro.

Aguiar-Branco adiantou que a missão no Mali exige um investimento de 400 mil euros.

O ministro respondia a questões do deputado Miranda Calha (PS), que lembrou a necessidade de o Governo fazer uma comunicação prévia ao Parlamento sobre mudanças nas forças nacionais destacadas - algo que, há dias, já levara o deputado António Filipe (PCP) a dirigir um requerimento ao Governo.

Aguiar Branco adiantou que a participação portuguesa na missão do Mali - com sete militares e já aprovada em Conselho Superior de Defesa Nacional - se faz no quadro da UE e não com base numa relação bilateral com a França.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG