Política é "como plantar árvores"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, comparou hoje a política com o plantar árvores cujos resultados só são visíveis a médio e longo prazo.

"A política é um pouco como plantar árvores (...), nós, às vezes, tomamos decisões que as pessoas não percebem, só se veem os resultados a médio e a longo prazo mas têm de ser tomadas", disse, no final da visita que efetuou aos 15 hectares de área reflorestada do Campo de Golfe do Santo da Serra.

O presidente do Governo Regional considerou ainda que o reaproveitamento da área baldia e onde preponderava mato e espécies infestantes constituía também "um exemplo e uma promoção" do Campo de Golfe e da Madeira.

O presidente do Campo de Golfe do Santo da Serra, António Henriques, realçou, por seu lado, que, nos 15 hectares reflorestados, foram plantadas 16.500 árvores autóctones da Madeira como o til, loureiro, vinhático, massaroco e a uveira-da-serra entre outras.

António Henriques realçou ainda tratar-se de um investimento privado no valor de 172 mil euros que teve "85 por cento de apoios do Governo Regional e da União Europeia através do PRODERAM - Programa de Desenvolvimento Rural".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG