Pena que e-mail falso "tenha gerado más interpretações"

O grupo parlamentar do PSD lamentou hoje que a divulgação de um e-mail atribuído falsamente à Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, sobre a contratação de enfermeiros, "tenha gerado más interpretações" das declarações de dois deputados.

Na quarta-feira, durante a audição do ministro Paulo Macedo na Comissão Parlamentar de Saúde, os deputados do PSD Laura Esperança e Miguel Santos elogiaram a contratação de mais cerca de 600 enfermeiros.

Em comunicado hoje divulgado, o grupo parlamentar do PSD lamenta que a divulgação do e-mail falso da ARS do Norte "tenha gerado um conjunto de más interpretações das intervenções feitas em sede parlamentar", esperando que "qualquer dúvida seja esclarecida de forma direta, tanto por parte dos outros representantes políticos, bem como dos órgãos de comunicação social".

Dois dias antes, na segunda-feira, Dia das Mentiras, circulou um e-mail dando conta desta contratação, com origem atribuída à ARS do Norte.

O envio do correio eletrónico, com conteúdo parcialmente verdadeiro, foi, posteriormente, negado pela Administração Regional de Saúde e reivindicado pela organização Mayday Lisboa.

A organização reivindicou um outro e-mail, também no Dia das Mentiras, com endereço e informação falsos, atribuindo a sua proveniência ao gabinete do secretário de Estado da Cultura.

Ambos os correios eletrónicos levaram, na quarta-feira, o Ministério Público a abrir um inquérito.

A agência Lusa constatou, na quarta-feira, na comissão parlamentar, que o elogio da deputada social-democrata Laura Esperança à contratação de mais enfermeiros foi seguido de comentários em surdina por vários deputados, que identificaram a origem desta informação: um e-mail falso.

O seu colega de bancada, Miguel Santos, sustentou hoje à Lusa que ambos quiseram enaltecer um facto verdadeiro que tiveram conhecimento através da ARS do Norte - o de o concurso, lançado em 2010, estar em fase de conclusão e os enfermeiros começarem a trabalhar na primeira semana de maio.

Para o deputado, a oportunidade da divulgação da informação, após o envio do e-mail com o mesmo conteúdo, mas atribuído falsamente à ARS do Norte, foi "uma coincidência".

Segundo Miguel Santos, nem ele nem a deputada Laura Esperança fizeram qualquer referência ao e-mail nas suas intervenções.

Na quarta-feira, a ARS do Norte informou ter aberto um processo de inquérito para apurar as responsabilidades no caso do e-mail.

Numa nota, a Administração Regional de Saúde confirmou o lançamento, em 2010, de um concurso para a contratação de 569 enfermeiros e a abertura, em fevereiro deste ano, de um novo para mais 210 vagas.

Contudo, negou ter lamentado alguma vez a demora no primeiro concurso, esclarecendo que o processo de lista das classificações foi alvo de 95 recursos, que tiveram de ser apreciados.

A ARS adiantou que a lista de ordenação de candidatos estará pronta até ao fim de abril, sem confirmar que os enfermeiros comecem a trabalhar a 01 de maio, uma vez que "há prazos legais a cumprir e podem existir reclamações".

Quanto ao concurso de contratação de mais 210 enfermeiros, a Administração Regional de Saúde assegurou que "está a seguir os seus trâmites legais".

O aviso deste concurso, divulgado no portal da ARS Norte, foi publicado em Diário da República a 19 de fevereiro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG