PCP questiona exclusão de debates sobre o Estado no Instituto de Defesa Nacional

A exclusão de figuras ligadas apenas ao PCP em debates organizados pelo Instituto de Defesa Nacional (IDN) levou o partido a perguntar "se existe alguma orientação" da tutela nesse sentido.

No requerimento que dirigiu esta semana ao ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, o deputado António Filipe perguntou: "Existe alguma orientação que tenha sido dada ao IDN no sentido de excluir da participação no ciclo de sessões 'Ter Estado' qualquer personalidade identificada com a área política do PCP?"

Em causa o ciclo de debates e conferências sobre o tema "Ter Estado - por um debate aberto e plural. Uma reflexão sobre as políticas públicas e o papel do Estado no Século XXI", organizado pelo IDN desde outubro passado.

Partidos políticos, papel do Estado e fiscalidade foram os temas das três sessões já realizadas, onde, no conjunto de figuras convidades, "o único ponto em comum é a exclusão da participação de qualquer personalidade da área política do PCP", escreveu António Filipe.

O deputado comunista lembrou que já participaram "antigos e atuais governantes, deputados e ex-deputados do PS, do PSD, do CDS e do BE, professores universitários e especialistas dos temas em debate".

"Porém, da área política do PCP, nem deputados, nem antigos deputados, nem professores universitários, nem especialistas foram convidados a participar", lamentou.

Essa é mesmo, criticou o parlamentar, uma "situação que, em geral, se verifica nas iniciativas promovidas pelo IDN", dirigido pelo major-general Rodrigues Viana e tutelado por José Pedro Aguiar-Branco.

António Filipe perguntou ainda ao ministro da Defesa "se a orientação posta em prática até à data [pelo IDN] de exclusão de personalidades da área do PCP vai ser corrigida nos debates a realizar" durante o corrente ano.

O porta-voz do Ministério da Defesa disse ao DN não ter havido nem existir intenção de excluir o PCP desses debates, adiantando ao DN que o ex-deputado comunista Honório Novo vai intervir na sessão agendada para o Funchal no fim do mês.

Nuno Maia acrescentou que o IDN também convidou o antigo líder parlamentar do PCP Otávio Teixeira para intervir num dos debates previstos para este ano, mas o economista recusou.

(Atualizada às 19:40 com declarações do porta-voz do Ministério da Defesa)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG