PCP defende intervenção do Estado junto do BES

O PCP defendeu hoje uma intervenção do Estado junto do grupo Espírito Santo, que pode passar pela nacionalização, considerando que a "situação é insustentável", com a acumulação de "casos" do banco.

A situação do grupo Espírito Santo constava do comunicado final do Comité Central do PCP. Em conferência de imprensa, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, foi questionado sobre a defesa da nacionalização do BES e respondeu que essa é "uma solução".

"Pode pressupor a negociação, podem ser encontradas outras formas em termos de constituição do capital, mas aquilo que dizemos é que a situação é insustentável, começam a ser casos a mais", argumentou Jerónimo de Sousa.

ACL // SMA

Exclusivos