Patriarca critica influência de maçons na política

D. José Policarpo defende, no entanto, que os políticos maçons não devem ser obrigados a assumir a sua condição

O grão-mestre da Grande Loja Legal de Portugal (GLLP), José Moreno, e mais de metade dos "irmãos" da GLLP e do GOL teriam de abdicar da sua fé católica, se seguissem o pensamento do cardeal patriarca de Lisboa. D. José Policarpo reafirmou ontem que "é incompatível" a condição de maçom e católico e criticou a influência da maçonaria na política.

O também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa pôs-se, no entanto, ao lado da grande maioria dos maçons num ponto: os políticos não devem ser obrigados a revelar a sua ligação à maçonaria.

Leia mais no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG