Passos quer mudar lei da cobertura das eleições

Presidente do PSD diz que "vivemos uma campanha 'sui generis'" por as televisões não estarem a "reportar a campanha autárquica". E vai procurar entendimento com partidos apesar das "diferenças"

Numa iniciativa da campanha da coligação em Sintra, com Passos Coelho e Paulo Portas juntos pela primeira vez na campanha eleitoral, o presidente social-democrata e primeiro-ministro antecipou a vontade para alterar a lei da cobertura mediática das campanhas eleitorais.

"Vivemos uma campanha 'sui generis'" por as televisões não estarem a "reportar a campanha autárquica", considerou Passos. Com um esforço redobrado que é exigido aos partidos e movimentos. "Sobretudo nos concelhos de maior dimensão geográfica, não é possível chegar a todos", disse, "porque a televisão não tem condições de reportar" as notícias de âmbito local. "É uma situação que espero que não se volte a repetir."

E para não se repetir uma situação destas, o presidente social-democrata quer agora um entendimento com os partidos, apesar das "diferenças" existentes, para "alterar uma lei que se revelou não estar adequada aos temas desta campanha".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG