Passos anuncia apoio a empresas portuguesas em Angola

Governo estuda medidas para "suportar parte do risco cambial que está inerente às formas de solver responsabilidades de tesouraria de curto médio prazo para muitas" empresas portuguesas

Passos Coelho anunciou que o Governo prepara o apoio a empresas portuguesas em Angola, dado o que se está a passar naquele país, suportando "uma parte do risco cambial que está inerente às formas de solver responsabilidades de tesouraria de curto médio prazo para muitas dessas empresas, sobretudo pequenas e médias empresas".

O primeiro-ministro afirmou, em resposta ao líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, que o executivo português tem acompanhado "o que se está a passar em Angola" e que tem estado a trabalhar com o Governo de Luanda, com soluções, "não apenas uma", que não dependem somente de Portugal, e que, "no passado, já provaram em circunstâncias parecidas que podem sustentar algumas garantias para empresas portuguesas".

Segundo o primeiro-ministro, "há outras soluções que dependem só de nós, se elas não tiverem um peso orçamental muito grande". Foi então que Passos Coelho garantiu: "Estamos justamente a analisar a possibilidade de podermos estender algumas garantias através das sociedades de garantia mútua para poder em termos de tesouraria suportar uma parte do risco cambial que está inerente às formas de solver responsabilidades de tesouraria de curto médio prazo para muitas dessas empresas, sobretudo pequenas e médias empresas.

O primeiro-ministro deixou então uma promessa. "Estou convencido de que o Governo muito proximamente estará em condições de anunciar medidas em concreto."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG