Passos agradece a Cavaco Silva "toda a cooperação institucional"

O primeiro-ministro agradeceu hoje ao Presidente da República "toda a cooperação institucional" que tem proporcionado ao Governo e transmitiu uma "mensagem de confiança" nas instituições e no povo que "tem sido extremamente corajoso" a enfrentar as dificuldades.

Na apresentação de cumprimentos de Boas Festas do Governo ao Presidente da República, no Palácio de Belém, Pedro Passos Coelho quis "agradecer ao senhor Presidente da República toda a cooperação institucional que tem proporcionado" ao Governo para que as suas tarefas "possam ser desenvolvidas num espírito patriótico de entregar ao país aquilo que os portugueses merecem".

Passos Coelho disse querer transmitir um "voto de esperança" para um país que está a passar "as dificuldades que são conhecidas", mas também uma "mensagem de confiança" na forma como as "instituições políticas e democráticas têm funcionado, e de confiança no povo português, que tem sido extremamente corajoso na maneira como vem enfrentando as dificuldades".

Sem o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, e a ministra da Agricultura e Ambiente, Assunção Cristas, ausentes em viagens oficiais, Passos Coelho começou por se dirigir ao Presidente da República com uma nota de humor.

"Senhor Presidente, quer que fique aqui mais próximo de si?", perguntou o primeiro-ministro, enquanto avançava um pouco com o microfone de pé em direção a Cavaco Silva.

Sublinhando que a apresentação de cumprimentos de Boas festas é um "ritual cheio de significado", Passos Coelho desejou que a época de Natal possa ser "uma oportunidade" para as instituições e a todos aqueles que nelas desempenham funções para fazer um balanço do ano e exprimir perante o povo português uma "mensagem de esperança".

"Num tempo em que os valores nos apontam caminhos de solidariedade", esse sentimento deve ser expresso "dentro dos próprios laços familiares", mas também "junto de todos os cidadãos, que por mais vulneráveis e expostos às dificuldades precisam desse maior envolvimento de todos nós para poderem vencer as dificuldades que enfrentam".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG