Partido Comunista Chinês lança ofensiva política em Portugal

O homem forte da propaganda comunista da China esteve esta semana em Portugal, em reuniões com Passos Coelho e António Costa.

O ministro da propaganda do Partido Comunista Chinês (PCC) fez esta semana uma ofensiva política em Portugal, ao mais alto nível. À cabeça de uma delegação de 21 pessoas, Liu Qibao, dirigente máximo da propaganda e da comunicação do Politburo, reuniu-se com o primeiro-ministro e com o secretário-geral do PS. A visita acontece a duas semanas da venda do Novo Banco, processo em que a China apresenta dois dos três potenciais compradores.

Nem o gabinete de Passos Coelho, nem o de António Costa tinham divulgado publicamente o encontro com Qibao, mas a China deu-lhe destaque. S. Bento não quis adiantar pormenores da reunião, realizada dia um de julho, na qual participou também o embaixador daquele país em Portugal. "Tratou-se de uma audiência de cortesia solicitada pela Embaixada da República Popular da China em Lisboa, por ocasião da visita a Portugal do Senhor Liu Qibao", respondeu fonte oficial. No entanto, do lado chinês, não foi essa a versão. De acordo com a agência de notícias Xinhua, "a visita de três dias a Portugal" foi "a convite do partido do Governo, o PSD".

Leia mais no e-paper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG