Oposição critica "postura de prepotência" de Jardim

O deputado do Partido Pelos Animais e Pela Natureza (PAN) na Assembleia Legislativa da Madeira, Rui Almeida, criticou hoje a "postura de prepotência" do Governo Regional que continua a estar ausente nos plenários do Parlamento insular.

"Lamentamos que os membros do Executivo Regional insistam na exibição de uma certa postura de prepotência perante o órgão que máximo político e representativo dos madeirenses", disse Rui Almeida em conferência de imprensa, na qualidade de porta-voz dos partidos da oposição que celebraram o denominado "pacto pela democracia'.

O deputado do PAN justificava o facto de todos os deputados terem decidido ausentar-se hoje do hemiciclo durante a apreciação e votação de propostas de diplomas da autoria do Governo Regional por não estar presente nenhum representante do elenco governativo do arquipélago.

O deputado mencionou que terça-feira o secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia, esteve presente na discussão de uma proposta do executivo, o que "foi ao encontro daquilo que era uma reivindicação da oposição, querer que o Governo discutisse as propostas que trouxesse à Assembleia".

"Hoje havia propostas, mas não tivemos a presença do membro do Governo e, obviamente, em coerência com aquilo que a oposição assumiu, abandonamos o plenário", sublinhou.

"Fica novamente o apelo para que haja respeito por parte do Executivo e traga cá os seus membros quando estão em discussão propostas que venham do próprio governo", acrescentou.

Para os partidos da oposição, "isto é uma certa afronta que se faz, há uma certa crispação, mas é de bom senso e no próprio interesse do Governo comparecer para discutir as suas próprias respostas", argumentou Rui Almeida.

O deputado frisou ser importante que os elementos do Governo Regional compareçam "também para honrar o fórum da democracia, mostrando que as propostas são importantes para o Executivo e que quer vê-las discutidas".

"Apresentou-as, não vejo razão, não foi apresentada justificação para desta vez não termos nenhum representante do Governo Regional", no Parlamentou, sustentou, opinando que "a população vai acabar por perceber que não é a atitude mais correta e não se faz o que se faz nos outros parlamentos".

Os partidos da oposição celebraram um "pacto pela democracia' e assumiram, entre outros aspetos, o compromisso de abandonar os plenários da Assembleia Legislativa da Madeira sempre que o Governo esteja ausente nas discussões das suas próprias propostas de diplomas.

O presidente do Governo, Alberto João Jardim, recusa deslocar-se ao Parlamento, sendo exceção as apresentações do programa governativo e do Orçamento Regional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG