Oliveira Costa enfrenta mais um julgamento

Ex-presidente do banco foi pronunciado num novo caso. Antigo ministro Arlindo de Carvalho também vai ser julgado

O antigo presidente do BPN, José Oliveira Costa, mais oito arguidos vão ser julgados num processo que envolve suspeitas de burla ao BPN. Esta segunda-feira, o juiz Carlos Alexandre decidiu levar a julgamento o processo, que envolve o antigo ministro da Saúde Arlindo de Carvalho (que não tinha sido a abertura da fase de instrução). Há suspeitas de burla qualificada e fraude fiscal

Segundo a acusação do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), validada quase na íntegra pelo juiz de instrução, o ex-ministro da Saúde de Cavaco Silva, o seu sócio na empresa imobiliária Pousa Flores, José Neto, e o antigo administrador do grupo BPN, Coelho Marinho, são suspeitos de terem estado envolvidos em negócios que causaram prejuízos superiores a 40 milhões ao grupo Banco Português de Negócios (BPN).

Os créditos obtidos de forma irregular junto do BPN por aqueles empresários resultaram em perdas superiores a quatro dezenas de milhões de euros.

Porém, Arlindo de Carvalho e José Neto têm defendido que apenas fizeram um negócio com o BPN, desconhecendo a relação comercial entre o banco e o empresário Ricardo Oliveira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG