Números do INE mostram "inconsistência do crescimento"

Francisco Assis nota que a "recuperação está muito longe de ser consistente" e que "a economia continua confrontada com gravíssimos problemas". Em causa o recuo da economia de 0,7 no último trimestre face ao último de 2013.

Os números da economia caíram 0,7 no primeiro trimestre de 2014 face ao último trimestre de 2013, revelou esta quinta-feira o INE, e o cabeça de lista socialista notou que "esta recuperação está muito longe de ser consistente".

Falando aos jornalistas, no final de uma visita a uma empresa em Vila Nova de Poiares (Coimbra), Francisco Assis avisou que, perante os dados conhecidos, "esta política de austeridade tem de facto de acabar".

Mais tarde, discursando em Côja, Arganil (também no distrito de Coimbra), insistiu na ideia de quer as atuais políticas do Governo "estão a produzir resultados catastróficos e que "a economia continua confrontada com gravíssimos problemas".

Os dados apontam para um "desvio significativo" face ao previsto, quantificado em 1,1 pelo cabeça de lista do PS, demonstrando "a inconsistência do nosso crescimento económico", cujo sucesso vinha sendo defendido pelo Governo, que faz "o culto de uma austeridade radical" e "vive entrincheirado num mundo de fantasia".

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.