Norte "flagelado" com mais 11 mil desempregados

A distrital do Porto do PS considerou hoje "chocante" o aumento num ano de 11 mil desempregados na região norte, que continua a ser "severamente flagelada", e criticou as "manobras de 'marketing'" do Governo.

"Severamente flagelada continua a ser a região norte. Num só ano, entre julho de 2012 e homólogo período de 2013, mais 11.000 portugueses foram atirados para o desemprego", refere a federação Distrital do PS Porto em comunicado, após reunião do secretariado.

O PS cita um relatório do Ministério de Solidariedade, Emprego e Segurança Social, relativo a julho de 2013, que indica um aumento, a nível nacional, de 5% de desempregados (32.727), "comparativamente a igual período do ano transato".

Os socialistas consideram "chocante, não obstante os propalados sinais de recuperação, de que o Governo tem feito baluarte, que estes índices continuem a revelar um estado económico deprimente no país e na região norte".

A federação diz que estes números "não se compadecem com manobras de 'marketing', de que o mais recente exemplo pode ser consubstanciado na decisão, anunciada pelo ministro [adjunto e do Desenvolvimento Regional] Poiares Maduro de criação de um comité de sábios, no sentido de programar e financiar os fundos comunitários".

O PS/Porto critica ainda a "inércia do Governo, em matéria de economia e competitividade", o que, diz, "fez aumentar igualmente, de forma assustadora, o número de processos de insolvência".

"Em 2011, e só atendendo à conclusão judicial deste tipo de processos, foram 3.116, passando para 5.295, em 2012, e 5.302 só no primeiro trimestre do ano em curso", esclarecem os socialistas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG