NATO, Economia e Ciência na agenda de Cavaco e Obama

O Presidente da República vai discutir na próxima quarta-feira com o homólogo norte-americano temas da NATO, ciência e relações económicas e comerciais bilaterais, incluindo o apoio dos Estados Unidos às reformas em curso em Portugal.

Em comunicado, a Casa Branca adianta hoje que o encontro na Sala Oval a 9 de Novembro será uma "oportunidade para retribuir a calorosa hospitalidade que [Barack Obama] recebeu durante a sua visita a Lisboa em Novembro de 2010", antes de participar na Cimeira da NATO na capital portuguesa.

"Os Estados Unidos e Portugal são fortes aliados da NATO e cooperam de perto no Conselho de Segurança das Nações Unidas, onde Portugal exerce a função de presidente do Conselho", adianta a Casa Branca.

Membro não-permanente do Conselho de Segurança desde Janeiro deste ano, por um período de dois anos, Portugal preside em Novembro ao organismo das Nações Unidas responsável pela manutenção da paz e segurança a nível internacional.

Cavaco Silva irá encabeçar na manhã do dia 9, primeiro dia da sua visita aos Estados Unidos, o primeiro debate de alto nível organizado pela presidência portuguesa, dedicado à protecção de civis em situação de conflito armado, e será recebido pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

O encontro com Barack Obama terá lugar na tarde do dia 9, e segundo a Casa Branca o Presidente norte-americano pretende consultar Cavaco Silva acerca dos preparativos para a Cimeira da NATO 2012, que terá lugar em Chicago.

"Os dois presidentes vão também discutir a renovada Comissão Bilateral Portugal-Estados Unidos, o estímulo das relações bilaterais económicas e comerciais, cooperação na Educação, Ciência e Tecnologia, a promoção da democracia, boa governação e Direitos Humanos em todo o mundo", refere o comunicado.

Na agenda está também "o apoio dos Estados Unidos à implementação por Portugal do seu programa de reformas FMI-União Europeia", ao abrigo do resgate financeiro internacional, adianta a Casa Branca.

Cavaco Silva regressa a Nova Iorque ainda na quarta-feira, e no dia seguinte irá visitar o memorial em honra das vítimas do 11 de Setembro, na presença de representantes da comunidade portuguesa que estiveram envolvidos nas operações de salvamento e reconstrução.

A visita inclui novas passagens por Washington e termina na Califórnia, estado norte-americano que não recebe há 21 anos a visita de um chefe de Estado português, onde estão previstos encontros com a comunidade luso-americana e de promoção da economia, nomeadamente junto de operadores de capital de risco de Silicon Valey.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG