"Muito curioso" para ver se o MP terá "duplo critério"

José Sócrates disse este domingo estar "muito curioso para ver" se o Ministério Público vai ter um "duplo critério" no caso da crítica de Miguel Sousa Tavares ao Presidente da República.

"Espero que o Ministério Público não tenha um duplo critério", referiu o ex-primeiro-ministro na RTP, registando o "duplo critério em termos de moralidade" exibido por quem se indignou com terem chamado "palhaço" a Cavaco Silva e nada disse quando, no passado, outros governantes foram alvo de insultos à sua honra, dignidade e bom nome.

"Houve queixas" dele próprio "e de muitos mais" responsáveis políticos, lembrou o comentador , dando o exemplo do autarca do Porto Rui Rio.

Porém, "o Ministério Público não acompanhou" essas queixas, lembrou José Sócrates, observando que a única distinção entre o seu caso como chefe do Governo e o do Presidente da República é que este não necessita de fazer queixa.

Caso avance agora, o Ministério Público "tem de rever os critérios que o levaram no passado" a não avançar com inquéritos, insistiu José Sócrates.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG