MP decide acesso dos deputados a auditoria forense ao BES

Vai ser o Ministério Público a decidir se os deputados poderão ter ou não acesso à auditoria forem feita pela Deloitte ao BES

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, comunicou hoje à comissão parlamentar de inquérito ao caso BES que a auditoria ainda estará a umas quatro semanas de estar concluída.

Depois será enviada ao MP e será o MP se está ou não condições de ser transmitida aos deputados da comissão de inquérito. Poderá não estar, se o MP considerar que deve ficar abrangida pelo segredo de justiça.

Carlos Costa será segunda-feira o primeiro depoente da comissão. Depois serão ouvidos outros responsáveis do regulador bancário, da CMVM e do ISP (Instituto dos Seguros de Portugal, o regulador do setor segurador).

A seguir aos reguladores a comissão ouvirá a ministra das Finança e os seus dois antecessores na pasta, Vítor Gaspar e Teixeira dos Santos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG