Montenegro quer que os deputados que votaram contra o Orçamento se demitam

O presidente do grupo parlamentar do PSD quer que Guilherme Silva abandone a vice-presidência do Parlamento.

O presidente do grupo parlamentar do PSD, Luís Montenegro, convidou os quatro deputados que votaram contra o Orçamento de Estado para 2015 a demitirem-se dos cargos que ocupam no Parlamento.

Segundo a Antena 1, o presidente do grupo parlamentar quer mesmo que Guilherme Silva abandone a vice-presidência do Parlamento, sem esperar pela abertura do processo disciplinar que tinha anunciado na passada terça-feira o porta-voz do PSD, Marco António Costa, aos quatro deputados que tinham violado a disciplina de voto da bancada.

Os deputados do PSD eleitos pela Madeira Hugo Velosa, Guilherme Silva, Francisco Gomes e Correia de Jesus votaram contra a proposta de Orçamento de Estado porque reivindicavam 100 milhões de euros do fundo de coesão para a Madeira. O PSD da Madeira exigia que o destino desta verba ficasse inscrita no Orçamento, o que não aconteceu.

Aos jornalistas, Guilherme Silva invocou falhas de compromissos de membros do Governo para justificar o voto contra. "Votámos a favor na generalidade e fizemos uma declaração de voto na qual elencávamos um conjunto de questões das quais dependia o nosso voto na votação final global. As questões que considerávamos mais relevantes e essenciais não foram consideradas e tivemos de fazer um voto contra", explicou o parlamentar social-democrata.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG