Ministro confirma compra de navios à Dinamarca

O ministro da Defesa confirmou esta quarta-feira que "serão comprados" quatro navios militares à Dinamarca, mas "as condições, valores e como adquirir" serão conhecidas no "momento oportuno"

José Pedro Aguiar-Branco, que falava no final da audição parlamentar com a Comissão de Defesa, referiu que a aquisição dos navios (em segunda mão) vai "ao encontro" das necessidades do País em matéria de sistema de forças militares.

O Chefe do Estado-Maior da Marinha revelou segunda-feira que a compra dos navios militares dinamarqueses ocorrerá ainda este ano e por 25 milhões de euros.

O almirante Macieira Fragoso adiantou que os navios terão depois de ser reequipados em função das necessidades operacionais da Marinha.

O chefe militar explicou que essa aquisição visa substituir os velhinhos navios da classe Cacine, cujas últimas quatro unidades estão em vias de abate.

Quanto ao tempo de vida dos navios dinamarqueses ao serviço da Marinha será "pelo menos" de 15 anos e permitirá "ganhar o tempo" necessário para "Portugal adquirir os navios que tinha previsto".

Esses navios - de patrulha oceânica e fiscalização costeira - estavam contratualizados com os Estaleiros de Viana do Castelo, mas só dois foram construídos e entregues com grande atraso.

A construção dos restantes, cujo custo estimado por unidade era superior ao conjunto dos quatro a adquirir à Dinamarca (fora o investimento na sua modernização) foi anulada pelo atual Governo devido à crise financeira.

A par das missões militares, os navios destinam-se ao cumprimento de missões de interesse público e de apoio às autoridades civis.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG