Menezes acusa Portas de despesismo

Candidato à presidência da Câmara Municipal de Gaia não aceita lições do líder do CDS sobre despesismo, numa alusão à compra dos submarinos quando este era ministro da Defesa

O candidato do PSD à presidência da Câmara Municipal do Porto, Luís Filipe Menezes, disse esta noite que "o argumento do despesismo não pode vir de Paulo Portas porque algumas das opções políticas que tomou davam para pagar as dívidas de muitos portugueses".Apesar de não o assumir de forma direta, Menezes referia-se aos custos dos submarinos adquiridos pelo atual ministro dos Negócios Estrangeiros quando tinha a pasta da Defesa.

Numa entrevista concedida à RTP no programa "De Caras", Menezes respondia ao facto do CDS não o apoiar, lembrando que conta com o apoio de vários militantes democrata-cristãos.

Luís Filipe Menezes deixou ainda críticas indiretas ao atual presidente da Câmara do Porto, referindo o decréscimo da população e do número de comerciantes registados na cidade. O presidente da Câmara Municipal de Gaia disse, no entanto, contar com Rui Rio no "senado do município", para onde também irá convidar o socialista e antigo presidente da autarquia Fernando Gomes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG