"Medidas cegas são contrárias a reforma do Estado"

No seu programa semanal na TVI24, Manuela Ferreira Leite, ex-líder do PSD, disse esta quinta-feira à noite que o Governo de Pedro Passos Coelho tem tomado muitas medidas contrárias a uma verdadeira reforma do estado.

"Muitas das medidas que têm sido tomadas e que têm sido tomadas de forma cega, como os cortes em salários, a redução de determinado tipo de despesas, são exatamente contrárias à lógica de uma reforma", disse a ex-ministra das Finanças, considerando que as medidas, até agora tomadas, têm sido "cegas e transversais sem qualquer espécie de ideia do modelo que esteja subjacente".

Manuela Ferreira Leite afastou a ideia de um segundo resgate para Portugal nos mesmos moldes do primeiro, mas, sublinhou, que de um programa cautelar o país não deverá livrar-se no próximo ano pois precisa de uma "ajudinha". A ex-ministra das Finanças referiu ainda que tal ajuda deverá vir do Banco Central Europeu e da Comissão Europeia.

"Não é normal que alguém pense que não vamos passar por um programa cautelar", disse a ex-líder do PSD. E acrescentou: "É verdadeiramente irrealista, se um dia estiver engessada durante dois anos e meio com duas pernas partidas acham que começo a andar sozinha e não preciso de muletas?, questionou, sublinhando que "não ter programa cautelar é como partir as pernas e andar sem muletas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG