Martifer contrata dois trabalhadores da empresa pública

O presidente da Martifer afirmou esta sexta-feira, após assinar o contrato de subconcessão dos terrenos e infra-estruturas dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), que já foram contratados dois trabalhadores da empresa pública.

Carlos Martins, também presidente da recém-criada empresa que vai gerir o espaço dos ENVC, reafirmou a intenção de contratar cerca de 400 dos atuais trabalhadores dos estaleiros.

Reconhecendo que a Martifer foi contactada pelo Governo para saber se estava interessada nos ENVC, Carlos Martins sublinhou que o seu grupo avançou porque quis e na medida em que esse passo decorre da "nova estratégia" empresarial.

O responsável da Martifer insistiu na importância de "entrar de forma pacífica" nos estaleiros e desvalorizou um cenário conflitual porque vive num "Estado de direito".

Carlos Martins lamentou ainda as confusões feitas entre "dívida bancária e passivo" no caso da Martifer, garantindo que após quatro anos "muito difíceis" e onde foi necessário encontrar novos mercados, espera voltar em breve aos resultados positivos.

Confiante no sucesso da West Sea, Carlos Martins lembrou que quatro quintos da exploração de petróleo e gás são feitos no mar e que a construção de equipamentos para esse fim será uma área prioritária do negócio em Viana.

Carlos Martins adiantou que quer aproveitar a experiência obtida pelos ENVC na construção dos navios de patrulha oceânica para a Armada, uma vez que tem interesse em prosseguir esse projeto em termos nacionais e para exportação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG