Marisa Matias desafia direita a apoiar 'gays' na UE

O presidente da ILGA-Portugal lamenta que nenhum candidato da Aliança Portugal tenha ainda assinado o "Compromisso Ilga-Europa", contra a discriminação da minorias LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) e pela igualdade de direitos

Em dia de feira de artesanato e gastronomia regional, no largo do Príncipe Real, a cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) assinalou o dia mundial contra a homofobia, lançando um "repto" aos candidatos do PSD e do CDS (Aliança Portugal): "Deixem os preconceitos de lado. Os preconceitos não são uma questão ideológica. Os direitos das minorias sexuais é uma questão de simples bom senso", disse ao DN.

Ao lado de Marisa Matias, o presidente da ILGA-Portugal, Paulo Corte-Real, lamentou que um documento, designado "Compromisso Ilga-Europa", de defesa dos direitos LGBT e contra a discriminação, "tenha sido assinado por eurodeputados de todas as famílias políticas europeias, incluindo daquela a que pertence a direita portuguesa, menos por eurodeputados do CDS e do PSD".

Marisa Matias considera que os candidatos da Aliança Portugal, Paulo Rangel e Nuno Melo "faziam muito bem em subscrever este documento" e mostrar que "estas questões têm a ver com a dignidade e direitos humanos, sem preconceitos".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG