Marcelo diz que Passos fez "bem" ao recuar na TSU

O ex-líder do PSD Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que o primeiro-ministro agiu "bem" ao recuar na Taxa Social Única (TSU), considerando que o Governo ainda não anunciou novas medidas porque está a "ajustar" com a "troika`.

"Devemos estar naqueles dias finais de acerto (Governo e "troika`)" e, por isso, "é muito difícil que o primeiro-ministro possa dizer aos portugueses aquilo que ainda está a acertar", afirmou o antigo presidente do PSD e conselheiro de Estado, em declarações à agência Lusa.

De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, a "troika` tem de "acabar o relatório até ao fim do mês" para entregar em Bruxelas e o Governo "deve estar a ajustar" com a "troika` o documento.

"A "troika` tinha um relatório, certamente, preparado na base de certas medidas. As medidas mudaram e a meu ver, bem, o primeiro-ministro mudou, reviu a ideia da TSU, e devem de estar a ajustar, agora, porque a "troika` tem que apresentar a Bruxelas até 08 de outubro", explicou.

Marcelo Rebelo de Sousa falava em Alter do Chão (Portalegre) à margem das comemorações dos 653 anos do castelo daquela vila alentejana.

O professor marcou presença nas cerimónias comemorativas como presidente do conselho de administração da Fundação Casa de Bragança.

O Castelo de Alter do Chão foi mandado construir por D. Pedro I, distingue-se dos outros castelos de cariz militar por se encontrar localizado num sítio plano, no centro daquela vila.

O castelo foi utilizado pelos monarcas da dinastia de Bragança, no decorrer das suas deslocações a Alter do Chão, facto que o torna, essencialmente, como um castelo de cariz residencial.

Desde a sua construção, no século XIV, foram inúmeras as utilizações dadas a este castelo, bem como as intervenções a que foi sujeito.

Classificado como Monumento Nacional em 1910, viu as suas funções reduzidas a uma loja de ferrador, carpintaria, celeiro, cavalariça, lagar de azeite ou mesmo uma lixeira, tendo sido, depois, adquirido pela Fundação Casa de Bragança em 1955.

Atualmente, o castelo alberga um centro interpretativo e uma loja/receção, ao passo que no primeiro piso conta com uma sala de exposições temporárias.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG