Marcelo admite poder ser candidato nas presidenciais

Marcelo Rebelo de Sousa admitiu esta noite na TVI que poderá ser candidato às eleições presidenciais em 2016. Segundo afirmou há um "dever moral" de o melhor colocado à direita se afirmar nessa altura disponível para avançar. "Não pode dizer "não vou a jogo"".

Questionado sobre se desta vez não diz "nem que Cristo desça à Terra", Marcelo respondeu: "Não digo eu nem diz o [Durão] Barroso nem diz ninguém." Falando de si na terceira pessoa, Marcelo admitiu que "em teoria pode ser" candidato presidencial.

Marcelo - que as sondagens têm afirmado como o melhor candidato da direita - antecipou o lançamento das candidaturas para maio/junho de 2015, portanto seis meses antes das eleições (janeiro de 2016).

No seu entender, para si é garantido que Pedro Santana Lopes quer ser candidato presidencial (como aliás o DN ontem avançava). Outros nomes que referiu foram os de Durão Barroso e o da presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves.

À esquerda disse existirem duas candidaturas "fortíssimas": uma de António Costa (presidente da Câmara Municipal de Lisboa) e outra de António Guterres (ex-primeiro-ministro e ex-líder do PS).

Segundo prognosticou, o atual Governo deverá conseguir completar a legislatura, prevendo-se portanto eleições legislativas em outubro de 2015.

Nessa medida, sendo as legislativas a três meses das presidenciais, haverá tendência para que se constituam "duplas": a "dupla" do PS entre o candidato a primeiro-ministro e o candidato a Presidente da República, e o mesmo no PSD.

Marcelo falou também das próximas eleições Europeias (junho de 2014) admitindo que poderão fazer mudar o ciclo político.

Segundo afirmou, a aliança (já prometida) entre o PSD e o CDS ou avançará com alguém "completamente diferente" - e assim sugeriu o nome "impossível" de Miguel Sousa Tavares - ou então escolherá dentro das suas próprias hostes. E aqui Paulo Rangel seria "a melhor hipótese". No PS antecipou algo que já há muito o DN noticiou: a candidatura de Francisco Assis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG