Manifestante alvo de queixa por parte de agente da PSP

O manifestante detido hoje em Leiria foi alvo de uma queixa por agressão pelo agente da PSP destacado para garantir a segurança da ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, disse à Lusa fonte policial.

Ao final da tarde, depois de ter sido libertado, o manifestante Manuel Cruz confirmou à Lusa ter tomado conhecimento da denúncia na esquadra de Leiria para a qual foi conduzido, mas assegurou ter sido agredido pela pessoa que apresentou queixa.

"Levei pontapés e fui já ao hospital, que confirmou as lesões. Não fiz nada para ser algemado como se fosse uma grande ameaça. Só quis mostrar a folha de papel no qual tinha escrito 'Demissão, Já!'. Dei conta disso na esquadra e expliquei que tinha sido agredido aos pontapés", afirmou o dirigente do Movimento Unitário de Reformados Pensionistas e Idosos.

O antigo candidato da CDU à Câmara de Leiria foi detido ao início da tarde, à chegada a Leiria da ministra Assunção Cristas, que se preparava para participar na sessão de abertura do Fórum "Como o planeamento pode dinamizar a economia e criar emprego".

Duas dezenas de manifestantes exigiram a demissão do Governo, um pedido que voltou a ser repetido cerca de duas horas mais tarde, aquando da chegada do ministro da Economia e Emprego, que encerrou o evento.

Álvaro Santos Pereira foi recebido com palavras de ordem e com insultos pelos manifestantes ligados à União de Sindicatos do Distrito de Leiria, à Associação de Agricultores do distrito e ao Sindicato dos Professores da Região Centro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG