Louçã diz que manifestações são "início de um combate" para o Governo se ir embora

O líder do Bloco de Esquerda (BE), Francisco Louçã, disse hoje no Porto que "muito mais do meio milhão de pessoas" saiu à rua um movimento "de grande energia" que é o "início de um combate" para o Governo ir embora.

"Esta manifestação ultrapassou tudo o que se esperava. Temos na rua muito mais de meio milhão de pessoas. Nunca vimos isto desde o 25 de Abril [de 1974]", disse à Lusa Francisco Louçã que integrou a manifestação que decorre na avenida dos Aliados, no Porto, onde neste momento é praticamente impossível circular.

Para o líder do BE significa "a democracia responde por si própria e não aceita a indignidade de um Governo que pela primeira vez no mundo quer tirar um mês de trabalho aos trabalhadores para entregar aos patrões".

"Esta grande energia que o povo traz para a rua é o princípio de um combate para que este Governo vá embora", afirmou.

Francisco Louçã disse ainda que a participação popular nas manifestações de hoje, que acontecem em mais de 40 cidades, é "a grande resposta à forma como Governo, com cinismo, tem vindo a atacar a economia e o país".

A manifestação que decorre na avenida dos Aliadas, no Porto, desde as 17:00, juntou mais de 30.000 pessoas, segundo fonte policial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG