Loja Mozart alvo de inquérito interno

A Loja maçónica Mozart, que integra elementos das secretas, da Ongoing e políticos, está já a ser alvo de um inquérito interno, segundo o jornal "Sol".

O mesmo jornal revela que as acusações feitas esta semana pelo antigo grão-mestre, José Manuel Anes, a Silva Carvalho, ex-director dos Serviços de Informações Estratégicas de Defesa (SIED), de que "usou a Loja Mozart" para pôr em prática um "plano de ambição pessoal" desencadearam o processo.

A investigação está, refere o "Sol" nas mãos de cinco maçons, que compõem aquele Conselho e todos os elementos da loja deverão ser ouvidos.

Exclusivos