Lisboa: António Costa reforça maioria absoluta

O socialista António Costa é reeleito na presidência da câmara de Lisboa com 48% das intenções de voto, reforçando a maioria absoluta.

Com 26% de votos, surge em segundo lugar o candidato da coligação "Sentir Lisboa" (PSD/CDS/MPT), Fernando Seara, indica a sondagem da Universidade Católica para o DN.

Seguem-se João Ferreira, da CDU, com 11%, e João Semedo, do BE,com 7%.

O estudo, que apresenta uma margem de erro de 2,8%, atribui nove a 10 mandatos ao PS e um máximo de oito às outras listas: cinco para a coligação PSD/CDS/MPT, um a dois para a CDU (PCP-PEV) e um para o BE.

Nesta sondagem e antes da distribuição dos votos, 14% dos inquiridos disseram não saber em quem votar, 13% garantiram não ir votar e 4% recusaram responder. Registaram-se ainda 5% de votos brancos ou nulos.

Por comparação com os resultados eleitorais de 2009, onde António Costa ganhou com 44,05% dos votos expressos, o PS reforça a sua liderança, enquanto a coligação de direita (PSD/CDS/MPT/PPM) - que há quatro anos obteve 38,67% - perde mais de 12% face à previsão de resultados para domingo.

A CDU e o Bloco, por sua vez, também reforçam o terceiro e quatro lugares, respetivamente, ao passarem dos 8,05% e dos 4,57% em 2009 para os 11% e os 7% agora.

Quanto aos restantes candidatos à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, Paulo Borges (PAN - Partido pelos Animais e pela Natureza) obtém 1,5% das intenções de voto na sondagem da Católica, o mesmo valor percentual que Joana Miranda (PCTP).

Com 1% surgem Nuno Correia da Silva (da "Plataforma Cidadania Lisboa", constituída por PPM, PPV e PND) e João Patrocínio (PNR). Em último, com 0,2%, aparece Amândio Madaleno (PTP).

Ficha técnica:

Esta sondagem com simulação de voto em urna foi realizada pelo CESOP - Universidade Católica Portuguesa para o Diário de Notícias, a Antena 1 e a RTP nos dias 21, 22 e 23 de setembro de 2013. O universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente e residentes no concelho de Lisboa. Foram selecionadas aleatoriamente 11 freguesias do concelho de Lisboa. A seleção aleatória das freguesias foi sistematicamente repetida até que as médias dos resultados eleitorais das últimas três eleições autárquicas nesse conjunto de freguesias, ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma, estivessem a menos de 1% do resultados dos cinco maiores partidos ao nível do concelho. Os domicílios em cada freguesia foram selecionados por caminho aleatório e foi inquirido em cada domicílio o mais recente aniversariante recenseado eleitoralmente no concelho. Foram obtidos 1223 inquéritos válidos, sendo que 60% dos inquiridos eram do sexo feminino. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição da população com 18 ou mais anos residentes no concelho, na base dos dados do recenseamento eleitoral. A taxa de resposta foi de 70,7%*. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1223 inquiridos é de 2,8%, com um nível de confiança de 95%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG