Jardim acusa CDS e PS de andarem a "brincar às eleições"

O presidente do Governo Regional da Madeira acusou hoje o PS e o CDS-PP de brincarem às eleições, considerando ter havido pessoas com a "utopia" de pensar que a classe política se ia entender.

"Houve pessoas que tiveram a utopia de pensar que aquela classe política de Lisboa se ia entender. O problema do país é reduzir Portugal inteiro, as suas regiões autónomas àquela classe política de Lisboa que não presta", afirmou Alberto João Jardim, em Santana.

Ao discursar no evento "48 Horas a Bailar -- XXIX Festival Regional de Floclore", o chefe do executivo insular, Alberto João Jardim, também líder do PSD/Madeira, sustentou que, "enquanto se estiver a procurar soluções no quadro daquela classe política", o país não vai "a parte nenhuma"

"Nós temos de encontrar uma solução, que é resolver esta crise da dívida externa, mas não estar aqui a brincar mais aos partidos, porque o Partido Socialista esteve a inviabilizar isto tudo, como o senhor [Paulo] Portas do CDS foi de uma irresponsabilidade imperdoável - todos eles o que querem é brincar às eleições, todos eles o que querem é brincar aos partidos", declarou Alberto João Jardim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG