Irmã da ministra da Justiça deixa direção após 23 dias

Maria Manuel Teixeira da Cruz, irmã da ministra da Justiça, deixou o cargo de subdiretora-geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano, função que ocupou durante 23 dias, segundo despacho publicado na segunda-feira em Diário da República.

No mesmo despacho, assinado pela ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, lê-se que a decisão foi tomada a pedido da própria, sem, no entanto, ser avançada qualquer justificação.

De acordo com a Rádio Renascença (RR), "Maria Manuel Teixeira da Cruz pediu a demissão do cargo na sequência de críticas à sua nomeação, depois de terem sido feitas referências às suas relações familiares diretas com uma ministra do Governo", Paula Teixeira da Cruz, que tutela a Justiça.

A Lusa tentou contactar o gabinete de imprensa do Ministério de Assunção Cristas mas, até ao momento, ainda não foi possível obter qualquer esclarecimento.

Maria Manuel Teixeira da Cruz, irmã da ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, ocupou o cargo de subdiretora do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano entre 18 de janeiro e 10 de fevereiro, dia em que cessou funções.

Arquiteta de formação, Maria Manuel Teixeira da Cruz é sócia gerente da empresa Maria Manuel von Hafe - Arquitectos, Lda e integra o atelier Oschoa Arquitectos, tendo também ocupado funções na Parque Expo.

Entre maio de 2005 e janeiro de 2009 integrou os quadros da BaixaPombalina SRU, uma empresa municipal de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG