Violência veio de "pessoas que querem destruir a sociedade"

O Presidente da República condenou hoje veementemente os confrontos que aconteceram ontem, em dia de Greve Geral, nas escadas da Assembleia da República. Sublinhando que não tinha visto as imagens Cavaco Silva destacou o desempenho das forças de segurança frente aos manifestantes, lamentou o sucedido e manifestou-se mais uma vez preocupado com a situação do País. O Presidente da República falou no final da abertura da Conferência Mar de Negócios, no Parque das Nações, em Lisboa.

"Condeno veementemente o que aconteceu ontem" nas escadas da Assembleia da República, disse hoje Cavaco Silva, ao mesmo tempo que elogiou as forças policiais pelo esforço para manter a ordem.

Admitindo que ainda não tinha visto as imagens devido a compromissos de agenda, o Presidente garantiu que "não há tolerância possível" apesar da austeridade.

"São pessoas apostadas na destruição, na violência, que querem destruir a sociedade", referiu.

Questionado se não tinha havido excessos por parte das forças policiais, Cavaco Silva disse que "afirmações desse tipo só podem ser um insulto à polícia".

O Presidente da República manifestou-se mais uma vez preocupado com a situação do País quando falava aos jornalistas no final da abertura da Conferência Mar de Negócios, no Parque das Nações, em Lisboa.

Exclusivos