Seara quer estudo sobre campanha sem debate mediático

O candidato da coligação "Sentir Lisboa" à câmara da capital, Fernando Seara, fez hoje um "balanço positivo" da campanha eleitoral, mas lamentou a falta de debate mediático, defendendo que uma campanha nestas condições deve ser alvo de estudo académico.

"Faço um balanço bastante positivo. Fomos escutando as pessoas, tenho a noção que há problemas quotidianos em Lisboa que urge resolver: o problema da limpeza é um, os idosos em solidão total é outro, a urgência de apoio social em Lisboa é também uma urgência permanente", disse.

A requalificação urbana e entraves na mobilidade foram outros apontados pelo candidato, que destacou a urgência na reposição dos sentidos das laterais da Avenida da Liberdade.

No início de uma arruada que começou no Saldanha, passou pela Avenida da Liberdade e terminou na rua de Santa Marta, Fernando Seara lamentou a falta de cobertura mediática, nomeadamente televisiva, destas eleições.

"Não houve debate. Nos debates que houve, não houve cobertura. A mediação contemporânea falhou", afirmou o candidato da coligação PSD/CDS-PP/MPT.

Nesse sentido, defendeu que "nas próximas lições de jornalismo estas eleições autárquicas vão ser um capítulo de análise e ponderação, principalmente em razão desta contradição sistémica entre o papel da comunicação social no mundo e a não cobertura de um espaço de disputa eleitoral que é o cerne da democracia".

Chegados ao Marquês de Pombal, o candidato a presidente da Assembleia Municipal, Telmo Correia, prometeu que a coligação "Sentir Lisboa" vai devolver o Marquês como sempre foi aos lisboetas, acabar com a confusão de sentidos [na rotunda] e repor o sentido das laterais".

Durante a arruada, acompanhada por bombos, Fernando Seara cumprimentos transeuntes e turistas, acenou a automobilistas parados no trânsito e a quem estava à janela e ouviu promessas de voto e desejos de boa sorte.

No final teve ainda cumprimentos de "um lisboeta especial": do arquiteto Gonçalo Ribeiro Teles, que foi à varanda atraído pelos bombos.

Além de Fernando Seara, candidatam-se também à presidência da Câmara de Lisboa nas eleições de 29 de setembro António Costa (PS), João Ferreira (CDU), João Semedo (BE), Nuno Correia da Silva (PPM/PND/PPV), Joana Miranda (PCTP/MRPP), Amândio Madaleno (PTP), Paulo Borges (PAN) e João Patrocínio (PNR).

Ler mais

Exclusivos