"Se não tivesse de ir ao Algarve iria à manifestação"

O ex-presidente da República mostrou-se esta tarde muito indignado com as medidas de austeridade anunciadas nos últimos dias e afirmou que espera que o Governo não dure até ao fim da legislatura.

Mário Soares criticou as medidas de austeridade anunciadas pelo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, na terça-feira, e mostrou vontade de participar no protesto agendado para sábado. "Se não tivesse de ir ao Algarve, tendo lá obrigações, iria à manifestação", disse, sem especificar as razões que o levarão ao sul do País.

Questionado se este Governo durará até ao fim da legislatura, o ex-presidente foi claro: "Espero que não". E defendeu que o governo de Pedro Passos Coelho está a pôr em causa o Estado Social".

Mário Soares falava à entrada da cerimónia de Honoris Causa ao ex-presidente brasileiro, Fernando Henrique Cardoso, no ISCTE, em Lisboa

Exclusivos