"Relação inquebrantável" entre capitães e AR

A presidente do Parlamento declarou esta quarta-feira existir "uma relação inquebrantável" entre os capitães de Abril e a instituição parlamentar.

Assunção Esteves falava no final de uma visita à sede da Associação 25 de Abril (A25A), após a polémica que envolve a participação dos militares de Abril nas cerimónias comemorativas dos 40 anos da Revolução dos Cravos.

"Viria aqui as vezes que fossem necessárias" para não haver dúvidas de que a relação "entre os criadores" - os militares da Abril - "e a criação" - o Parlamento - "é inquebrantável, resistente e evidente", sublinhou Assunção Esteves.

Sobre a eventual participação da A25A nas cerimónias do 25 de Abril, Assunção Esteves disse que o assunto continua em aberto e elogiou os dirigentes da associação por terem tido "a grandeza de participar noutros momentos" dessa comemoração.

Assunção Esteves referia-se à inauguração da exposição organizada no Parlamento, a cerimónia evocativa da memória do já falecido capitão de Abril e deputado Marques Júnior e o lançamento de uma moeda comemorativa dos 40 anos.

A presidente do Parlamento adiantou que, face "ao ruído" surgido no "espaço público" sobre as relações entre a instituição e os militares de Abril, insistiu em "deixar claro que o carinho e a gratidão sem limites" da Assembleia da República aos capitães de Abril "nunca esteve nem pode estar em causa".

"Não haja confusão. Diferentes interpretações sobre um facto ou outro não podem perturbar" a excelência da relação entre as duas partes, frisou Assunção Esteves, após uma visita de mais de uma hora à sede da A25A.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.