Rangel diz que segundo resgate está "fora do horizonte"

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS às Europeias garante que "em qualquer saída limpa há sempre uma garantia", desvalorizando a ameaça de Bruxelas - noticiada hoje pelo DN - de um segundo resgate caso Portugal não cumpra a meta de 2,5% de défice.

Paulo Rangel considera que o aviso Comissão Europeia "não se trata de uma ameaça", mas "pelo contrário" de uma "garantia". O cabeça de lista social-democrata defendeu que "em qualquer saída limpa há sempre uma garantia", no âmbito do mecanismo europeu de solidariedade..

Para Rangel "só quem não acompanhou o caso Irlandês" é que pode fazer uma leitura "negativa" deste aviso da Comissão Europeia. O social-democrata não vê qualquer relação de causa-efeito entre o alerta da comissão e os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística, que apontaram para uma quebra do PIB, após três trimestres de crescimento. Rangel optou por destacar "o crescimento homólogo positivo", bem como o facto de de Portugal "ter reservas [no Tesouro] para um ano". O social-democrata disse mesmo taxativamente: "Um segundo resgate está totalmente fora do horizonte"

Ler mais

Exclusivos