Que partidos perderiam num Parlamento com 181 deputados

Imagine que as eleições legislativas em 2011 tinham acontecido com um Parlamento com 181 deputados - como aquele que António José Seguro agora propõe, em vez dos atuais 230.

Numa projeção absolutamente linear dos resultados então obtidos, sem redesenho dos círculos mas apenas a redução proporcional do número de deputados que cada um elegeria, quem sairia reforçado seriam os partidos da direita, PSD e CDS; e quem teria saído a perder seria a esquerda - sobretudo o PCP.

A número dois da lista do BE no Porto (que foi a atual coordenadora do partido, Catarina Martins), os cabeças de lista da CDU em Évora e do PSD em Beja (respetivamente, João Oliveira e Carlos Moedas), ou o número três do PS em Santarém (João Galamba, da oposição interna a Seguro) não teriam sido eleitos.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Exclusivos