PSD garante reembolso da sobretaxa de IRS em 2016

Marco António Costa diz que os portugueses serão compensados pelos "ganhos obtidos" pelo Estado com a manutenção da sobretaxa e com o combate à evasão fiscal. E desafia o PS para compromissos em sede orçamental.

O PSD confirmou esta segunda-feira que a sobretaxa de IRS vai continuar intacta no Orçamento do Estado para o próximo ano, vincando, pela voz do seu vice-presidente Marco António Costa, que numa espécie de "contrato de confiança fiscal" assumido entre o Estado e a sociedade portuguesa os "ganhos obtidos" através dessa medida e do combate à fraude e evasão fiscais serão "devolvidos" no reembolso do IRS de 2016.

De acordo com o porta-voz dos sociais-democratas, a ideia é que a sobretaxa "deixe gradualmente de pesar" sobre o orçamento das famílias, adiantando ainda que no próximo ano o IRC descerá dois pontos percentuais (de 23 para 21%), conforme acordado com o PS.

Marco António Costa voltou a tentar amarrar os socialistas à reforma do IRS e ao pacote de fiscalidade verde, salientando ainda o Orçamento desenhado para 2015 visa também remover os "obstáculos à natalidade" e é "mais amigo da família".

Exclusivos