PS vence em Gaia, PSD arrasado

O PS vence as eleições em Vila Nova de Gaia e a coligação PSD/CDS, atual força no poder, passa para terceiro lugar, ficando o independente Guilherme Aguiar em segundo.

Estas são as principais da sondagem CESOP/Universidade Católica feita para a RTP, Antena 1 e Diário de Notícias.

De acordo com o estudo, feito com recolha de informação no dia 22, o candidato socialista Eduardo Vítor Rodrigues vence com 32%, mais seis do Guilherme Aguiar (26%) e mais 11 do que o candidato do PSD, Carlos Abreu Amorim (21%).

As estimativas admitem a possibilidade de a CDU (cuja candidato é Jorge Sarabando) eleger um vereador. Num total de onze eleitos, o PS obteria quatro. As estimativas para a lista independente de Guilherme Aguiar apontam para 3 ou quatro eleitos. O PSD colocará outros três.

Os autores da sondagem sublinham que há muitos indecisos (19%). Muitos deverão resultar da divisão no eleitorado de direita (entre a candidatura de Guilherme Aguiar e Carlos Abreu Amorim).

O estudo diz que 7% dos inquiridos prometem anular o voto ou votar em branco, outros 14% irão abster-se e 6% recusaram responder. 60% garantiram que iriam votar.

Em 2009, a coligação PSD/CDS liderada por Luís Filipe Menezes venceu com 62,2%, obtendo oito mandatos. O PS foi a segunda maior força (25,3% e três mandatos). São as duas únicas forças com representação no executivo camarário.

Ficha técnica

Esta sondagem foi realizada pelo CESOP - Universidade Católica Portuguesa para o Diário de Notícias, a Antena 1 e a RTP no dia 22 de setembro de 2013. O universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente e residentes no concelho de Vila Nova de Gaia. Foram selecionadas aleatoriamente 5 freguesias do concelho de Vila Nova de Gaia. A selecção aleatória das freguesias foi sistematicamente repetida até que as médias dos resultados eleitorais das eleições autárquicas de 2001, 2005 e 2009 nesse conjunto de freguesias, ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma, estivessem a menos de 1% do resultados dos cinco maiores partidos ao nível do concelho. Os domicílios em cada freguesia foram seleccionados por caminho aleatório e foi inquirido em cada domicílio o mais recente aniversariante recenseado eleitoralmente no concelho. Foram obtidos 1226 inquéritos válidos, sendo que 56% dos inquiridos eram do sexo feminino. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição da população com 18 ou mais anos residentes no concelho, na base dos dados do recenseamento eleitoral. A taxa de resposta foi de 80,3%*. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1226 inquiridos é de 2,8%, com um nível de confiança de 95%.

Ler mais

Exclusivos